UP ATOM Server

Alegre, Manuel, 1936-, político

Zona de identificação

tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

Alegre, Manuel, 1936-, político

Forma(s) paralela(s) de nome

Forma normalizada do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

  • Duarte, Manuel Alegre de Melo, 1936-, político

identificadores para entidades coletivas

Área de descrição

datas de existência

1936-

História

Filho e Francisco José de Faria e Melo Ferreira Duarte e de Maria Manuela Alegre de Melo Duarte, Manuel Alegre de Melo Duarte nasceu a 12 de maio de 1936 em Águeda. Originário de uma família de tradição política liberal, Manuel Alegre ingressa na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 1956 entrando, pouco depois, nos grupos de oposição de estudantes ao salazarismo. Tornou-se militante do Partido Comunista Português em 1957 que abandonou 11 anos de depois. Foi membro da Comissão da Academia quando esta apoiava a candidatura de Humberto Delgado à Presidência da República no ano de 1958.
Em 1961 foi chamado a cumprir o serviço militar na Escola Prática de Infantaria, em Mafra. Em 1962 é mobilizado para Angola, onde é preso pela PIDE no ano seguinte. Quando regressou a Portugal é-lhe fixada residência em Coimbra, contudo no ano de 1964 exila-se em Paris, aí é-lhe dado um cargo na Direção da Frente Patriótica de Libertação Nacional, presidida por Humberto Delgado. Em 1974 entra nos quadros da Radiodifusão Portuguesa, como diretor dos Serviços Recreativos e Culturais, ainda nesse ano adere ao Partido Socialista de que foi dirigente nacional. Em 1975 estreia-se como deputado da Assembleia da República e em 1976 integra o I Governo Constitucional de Mário Soares, primeiro como Secretário de Estado da Comunicação Social, depois como Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro para os Assuntos Políticos. Chegou a ser presidente da Comissão Parlamentar de Negócios Estrangeiros, vice-presidente da Delegação Parlamentar Portuguesa ao Conselho da Europa, vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS e vice-presidente da Assembleia da República. Em 2004 foi candidato a secretário-geral do PS, perdendo para José Sócrates e em 2006 candidato independente às eleições presidenciais. Em 2009 cessa o seu último mandato como deputado à Assembleia da República e em 2011 foi candidato às eleições presidenciais.
Além da vocação política, Manuel Alegre emprenhou-se em diversas atividades culturais, como na fundação do Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra, chegando a ser ator do Teatro de Estudantes da Universidade de Coimbra. Alegre destacou-se como poeta e ficcionista, sendo que a sua obra chegou a ser adaptada a várias línguas, vindo a receber o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, em 1998 e o Prémio Pessoa, em 1999. É, ainda, sócio-correspondente da Classe de Letras da Academia das Ciências de Lisboa, tendo sido eleito em 2005.

Locais

status legal

funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Zona do controlo

Identificador da descrição

PT/MIL/MA3

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão ou eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Página pessoal: https://goo.gl/GrXYdd

Notas de manutenção