UP ATOM Server

DC 01-2738 - Concurso para o monumento a Afonso de Albuquerque

Portugal, [alçado principal]

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS MSMS-3-3.2-3.2.1-02-01-2738

Título

Concurso para o monumento a Afonso de Albuquerque

Data(s)

  • 1893 (Produção)

Nível de descrição

DC

Dimensão e suporte

Peça desenhada e peça escrita.

Zona do contexto

Nome do produtor

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Documentos relativos ao concurso de arquitetura designado por Concurso para o monumento a Afonso de Albuquerque, com o número 2738. O concurso de arquitetura é composto pelos seguintes documentos: ofício enviado e peça desenhada.

Dados sobre a obra
Autor: José Marques da Silva e António Teixeira Lopes
Estado da obra: Não construída
Localização: Lisboa
Requerente: [Município de Lisboa], por iniciativa do historiador Simão José da Luz Soriano, que legou fundos para esse efeito
Tipo de construção: Monumento
Data do projeto: 1893

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva.

Existência e localização de cópias

Cópia digital disponível para consulta presencial na FIMS.

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Nota

Nos começos de 1893 chegou aos artistas portugueses, em Paris, a notícia oficial da abertura do concurso do monumento a Afonso de Albuquerque, dando-se cumprimento ao estabelecido no testamento de Luz Soriano (1802-1891).
José Marques da Silva e António Teixeira Lopes juntam-se, pela primeira vez, para o concurso ao monumento de Afonso de Albuquerque, com a divisa "Portugal"; Teixeira Lopes afirma "prestava-se a uma obra de entusiasmo patriótico, obra expressiva e decorativa", para isso realizam a maqueta para apresentar em Lisboa.
O arquiteto e o escultor obtiveram a terceira classificação neste concurso, sendo o primeiro lugar atribuído a Costa Motta e Barata Feyo.

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

PT/FIMS/MSMS/2738

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Locais relacionados