LANHAS, Fernando Resende da Silva Magalhães

Zona de identificação

tipo de entidade

Pessoa

Forma autorizada do nome

LANHAS, Fernando Resende da Silva Magalhães

Forma(s) paralela(s) de nome

Forma normalizada do nome de acordo com outras regras

Outra(s) forma(s) do nome

identificadores para entidades coletivas

área de descrição

datas de existência

1923-2012

história

Fernando Resende da Silva Magalhães Lanhas nasceu no Porto, na rua do Almada nº 254, freguesia da Vitória, a 16 de setembro de 1923. Filho de Luís da Cunha Magalhães Lanhas, comerciante de tecidos, e de Maria Amélia Resende da Silva Magalhães Lanhas, modista.
Em 1941 matriculou-se na Escola Superior de Belas Artes do Porto, em arquitetura, tendo terminado em 1947; em 1962 apresentou o Concurso para a obtenção do diploma em arquitetura (CODA) com uma tese sobre o "Estudo de um Museu de Arqueologia".
Em 1953 casou com Maria Luísa da Costa Pereira Viana com quem teve 2 filhos.
Fernando Lanhas era um homem de múltiplos interesses. Para além de arquiteto, foi pintor, investigador nas áreas de arqueologia e astronomia, diretor de museu; procurava o conhecimento do universo.
Em 1988 a Secretaria de Estado da Cultura promove em Lisboa e no Porto a apresentação integral da sua obra de arte plástica, arquitetura, museologia, arqueologia e investigação.
Em 1988 é realizado por António de Macedo um filme de longa metragem sobre a sua vida e a sua obra.
Em 1988, Fernando Guedes escreve o livro Fernando Lanhas. Os Sete Rostos, sobre a sua vida e obra.
Em 1990 é agraciado com o grau de Comendador da Ordem Militar de Sant´Iago da Espada.
Em 1989, a Câmara Municipal do Porto atribui a Fernando Lanhas a Medalha de Mérito de ouro.
Em 1993, no dia Mundial da Arquitetura, é homenageado pela Associação dos Arquitetos Portugueses.
Em 1997 a Câmara Municipal de Amarante, no cinquentenário do Museu Amadeu de Souza-Cardoso, atribui a Fernando Lanhas o Grande Prémio Amadeu de Souza Cardoso.
Em 2005, a Escola Superior de Belas conferiu-lhe o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Porto.
Em 2017 trabalhos de Fernando Lanhas estiveram presentes na 15ª Bienal de Istambul, promovida pela "Istanbul Foundation for Culture and Arts, Istambul, Turquia". Fernando Lanhas foi o único artista da Península Ibérica a integrar este evento.
Fernando Lanhas faleceu na sua casa, no Porto, a 4 de fevereiro de 2012.

Locais

status legal

funções, ocupações e atividades

Mandatos/Fontes de autoridade

Estruturas internas/genealogia

contexto geral

Área de relacionamento

Área de pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Ocupações

Zona do controlo

Identificador do registo de autoridade

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão ou eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Notas de manutenção

  • Área de transferência

  • Exportar

  • EAC

Assuntos relacionados

Locais relacionados