DC 0040 - Museu Amadeu Souza Cardoso e Biblioteca Albano Sardoeira

[Esquisso de perspetiva] [Planta] [Alçado] Projecto de remodelação: Planta de apresentação Projeto de execução: Plantas Projeto de execução: Cortes, Alçados Projeto de execução: Pormenor da escada Projeto de execução: Estantes da biblioteca / Tectos em madeira Projeto de execução: Escada em madeira da biblioteca / Portas em madeira / Lambrins em rodapé Ante-Projecto: Planta 2ºpiso Ante-Projecto: Planta 1ºpiso Corte A-A Projecto de execução: Plantas - Demolições Projecto de execução: Plantas Projecto de execução: Cortes Projecto de execução: Cortes Projecto de execução: Axonometrias Projecto de execução: Cortes Projecto de execução: Cortes [Esquisso de perspetiva]
Resultados 1 a 20 de 90 Mostrar tudo

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS AS-1-1.1-001-0040

Título

Museu Amadeu Souza Cardoso e Biblioteca Albano Sardoeira

Data(s)

  • 1970-1987 (Produção)

Nível de descrição

DC

Dimensão e suporte

92 peças desenhadas;
1 u.i. de peça escrita

Zona do contexto

Nome do produtor

(1958-1993)

História administrativa

Alcino Soutinho iniciou a sua atividade de arquiteto em regime de profissão liberal em 1958. Teve vários escritórios, constituídos sem formalismos legais, onde exerceu a prática da arquitetura. Durante a sua vida profissional destacam-se duas fases: numa primeira fase, a profissão foi exercida com vários sócios sem qualquer formalismo; numa segunda fase, em 1993, associa-se à sua filha no escritório que se designa por “Alcino Soutinho Arquitecto Lda.”
Cronologicamente, podemos referir as seguintes fases, enquanto arquitecto em regime liberal:
1ª Escritório com o arquiteto Octávio Lixa Filgueiras na Praça de Filipa de Lencastre, no Edifício do Hotel Infante de Sagres
2ª Escritório com Pedro Ramalho e Sérgio Fernandes, na Rua do Barão de S. Cosme, no início dos anos 60; depois mudam-se para a Rua Marques da Silva. Os trabalhos dos arquitetos começam a separar-se;
3ª Escritório com Rolando Torgo, nos fins dos anos 60 até 1973, na rua de D. Hugo;
4ª Escritório, de 1973 até 1993, escritório na Rua Carlos Malheiro Dias nº 283 r/c Direito;
Ao longo da sua vida profissional projetou mais de 200 obras.

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Documentos relativos ao processo de obra Museu Amadeu Souza Cardoso e Biblioteca Albano Sardoeira, em Amarante, com o número de obra 40.
O processo de obra é composto pelos seguintes documentos: 92 peças desenhadas, 1 Unidade de Instalação com inscrição na lombada "Biblioteca A. Sardoeira: Amarante C.M.A." com recibos, memória descritiva, correspondência, recortes de imprensa, caderno de encargos, estimativa orçamental, peças desenhadas.

  • Dados sobre a obra
    • Autor: Arq. Alcino Soutinho, Arq. José Miranda e Arq. Luís Casal
    • Estado da obra: construída
    • Localização: Amarante
    • Tipo de construção: reabilitação de edifício

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Zona das notas

Nota

Adaptação de Convento em Biblioteca-Museu. Numa das partes do Convento de S. Gonçalo terá lugar a Biblioteca -Museu Albano Sardoeira e os serviços camarários, sem nunca desmantelar a igreja de S. Gonçalo e o seu claustro.
O projecto do Arquitecto Alcino Soutinho incide sobre a ala poente do 2º claustro do Convento, a reposição do corpo de separação do 2º e 3º claustros e obras de adaptação e restauro do espaço deste último, do Salão Nobre, da Cozinha dos Frades (transformada em auditório municipal).
Há o sentimento e o entendimento de que deverão autonomizar-se a Biblioteca e o Museu e que a Biblioteca deverá ser instalada em edifício próprio, passando os dois pólos culturais a designarem-se Biblioteca Municipal Albano Sardoeira e Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso.
A intervenção procura evidenciar as características formais e espaciais do convento não entrando em conflito com o pré-existente.
Com esta obra, Alcino Soutinho, obteve o prémio AICA-SEC, em 1984.

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados