SI RHF - Raúl Hestnes Ferreira

Fotografia Casa José Gomes Ferreira Slide Casa José Gomes Ferreira Fotografia Casa Mimoso Fotografia Casa Mimoso Fotografia do interior da Papelaria da Moda Fotografia Casas geminadas em Queijas Fotografia pormenor Casas geminadas em Queijas Maqueta Câmara Municipal de Amesterdão Fotografia Edifício Guadiana, Monte Gordo Fotografia do Conjunto de Linda-a-Velha Fotografia do Conjunto habitacional Fonsecas e Calçada Fotografia do interior da Casa Belverde Fotografia da Casa Belverde Fotografia do balcão do I.P.E. Fotografia Unidade residencial João Barbeiro Fotografia Cooperativa Lar para Todos Fotografia arcada Séc. XVI Fotografia do interior da Cervejaria os Gordos Fotografia do interior da Cervejaria os Gordos Maqueta da UNOR 40, Centro Administrativo
Original Objeto digital not accessible

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS RHF

Título

Raúl Hestnes Ferreira

Data(s)

  • [194-]-2018 (Produção)

Nível de descrição

SI

Dimensão e suporte

Peças desenhadas: a disponibilizar.
Peças escritas: c. 90 m/l; papel.
Fotografias: a disponibilizar.
Maquetas: 45.
Mobiliário: 2 peças.
Biblioteca: a disponibilizar.

Zona do contexto

Nome do produtor

(1931-2018)

História biográfica

Raúl José Hestnes Ferreira, filho de José Gomes Ferreira, poeta português e de Ingrid Hestnes Ferreira, norueguesa, nasce em Lisboa em 1931 e morre na mesma cidade em 2018. A vertente republicana e democrata defendida por Alexandre Ferreira, seu avô paterno são influências fundamentais.

Dos seus relacionamentos teve quatro filhos: Pedro Godinho Carranca Hestnes Ferreira, falecido em 2011, Sílvia Godinho Carranca Hestnes Ferreira, Adriana Deodato Hestnes Ferreira e Ingrid Deodato Hestnes Ferreira.

Ingressou na Escola de Belas Artes de Lisboa no ano lectivo 1951-1952 e no ano seguinte transferiu-se para a Escola de Belas Artes do Porto onde permanece até 1957. No ano seguinte, viaja para a Escandinávia, tendo estudado e trabalhado na Finlândia.

Em 1961, diploma-se em Arquitectura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, com a Tese sobre “Residências Universitárias”, com a classificação de 19 valores.

Em 1962, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, ingressa na Universidade de Yale e depois na Pensilvânia, tendo obtido o diploma de Master in Architecture, em 1963. Entre 1962 e 1965, para além de estudar com Louis I. Kahn, também colaborou no seu atelier, em Filadélfia.

Depois de regressar a Portugal, reinicia a sua atividade profissional, em nome próprio e colabora com diversos organismos estatais, tais como a Câmara Municipal de Almada, o GTH (Gabinete Técnico da Habitação) e DSU (Departamento de Serviços de Urbanismo) da Câmara Municipal de Lisboa, a Direção Geral das Construções Escolares, o Departamento de Gestão Urbanística da Câmara Municipal de Beja.

Entre 1970 e 1972 é convidado por Frederico George, como assistente convidado para a disciplina de Arquitectura, na ESBAL. Durante dois anos, foi professor convidado do Curso de Arquitectura da Cooperativa Árvore, entre 1986 e 1988. Foi membro da Comissão Instaladora do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra e por um período de doze anos, entre 1991 e 2002, foi Professor Catedrático convidado do Departamento. No ISCTE lecionou entre 2001 e 2003 e desde 2010 até a data da sua morte foi Professor Catedrático convidado no Departamento de Arquitectura da Universidade Lusófona, em Lisboa.

Raúl Hestnes Ferreira dividiu a sua atividade em duas vertentes: Arquitetura e Planeamento Físico e Urbano. Na vertente da Arquitetura desenvolveu vários projetos Habitacionais (uni e multifamiliares), Escolares, Turísticos, Culturais, Comerciais, e como complemento a esta vertente também desenvolveu a componente de Design de Mobiliário, para algumas obras. Na vertente de Planeamento Físico e Urbano, Hestnes Ferreira desenvolveu Planos de Urbanização (Gerais, Parciais e de Pormenor), Projetos de Infraestruturas urbanas, Conjuntos Habitacionais, Administrativos, Institucionais e Turísticos.
A vasta obra de Raúl Hestnes Ferreira recebeu diversas distinções e prémios, ao longo dos anos, em 1982 obteve o Prémio Nacional de Arquitetura e Urbanismo, Secção Portuguesa da Associação Internacional Críticos de Arte (AICA), para o projeto do ISCTE, no mesmo ano o Prémio Cadernos Municipais pela Recuperação de Arcada do Séc. XVI em Beja, e a Menção Honrosa, do Prémio Valmor, para a Escola Secundária de Benfica. Em 1988 ganhou o 1º Prémio do concurso para a Remodelação do Martinho da Arcada, em Lisboa. Em 1993, recebeu Prémio Eugénio dos Santos, da Câmara Municipal de Lisboa, pela remodelação de edifício na Av. da República, em coautoria com Manuel Miranda, bem como o Prémio Nacional de Arquitectura – Construção, Técnica, Detalhe, dado pela Associação dos Arquitectos Portugueses, pelo projeto da Agência da Caixa Geral de Depósitos em Avis, e a Menção honrosa do Prémio Valmor, para o Edifício do INDEG no campus do ISCTE. Em 1994 recebeu o 1º Prémio do Concurso para a Remodelação do Museu de Évora. Em 2004 recebeu o Prémio Valmor 2002, para o Edifício do ISCTE II / ICS. Em 2007 foi Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra. Em 2010 foi reconhecido como Membro Honorário da Ordem dos Arquitetos. Recebeu a Medalha de Mérito da Universidade de Lisboa, em 2011. Em 2014 foi galardoado com o Diploma de Reconhecimento e Mérito da Universidade Lusófona.

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

O conjunto informacional foi doado pelos herdeiros de Raúl Hestnes Ferreira, mediante contrato de doação assinado em setembro de 2018.

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

O conteúdo informacional produzido e recebida por Raúl Hestnes Ferreira inclui documentação relativa à atividades privada, formação académica e atividade profissional. Tipologias informacionais como desenhos, processos de obras de arquitetura/urbanismo, fotografias, maquetas, móveis e livros fazem parte deste acervo.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de informação fechado.

Sistema de organização

Organização orgânico-funcional.

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

O acesso à informação poderá ser feito nas instalações da FIMS, mediante marcação prévia e sujeito ao horário de funcionamento da instituição.

Condiçoes de reprodução

A reprodução dos documentos encontra-se sujeita a algumas restrições tendo em conta o seu tipo, o seu estado de conservação ou o fim a que se destina e carece sempre de autorização prévia da FIMS, enquadrando-se no Regulamento interno de reprodução de documentos. Está, ainda, sujeita à legislação sobre direitos de autor e direitos conexos.

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva.

Existência e localização de cópias

Cópias digitais disponíveis para consulta presencial na FIMS.

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Nota

Lista de Processos de obras de arquitetura/urbanismo

Nota

A documentação encontra-se em fase de tratamento.

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

PT/FIMS/RHF

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

Fontes

  • A influência de Louis I. Kahn na obra de Hestnes Ferreira. Saraiva / Alexandra - Coruña: Universidad de Coruña, 2011.

Nota do arquivista

Documentação organizada e descrita por Alexandra Saraiva e Conceição Pratas.

Objeto digital (Mestre) zona de direitos

Objeto digital (Referência) zona de direitos

Objeto digital (Icone) zona de direitos

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados