SSC 02 - Arquiteto [Profissão liberal]

[Fotografia das Instalações Balneares e Acessos ao Clube de Turismo da Madeira] Implantação, 1 Plantas, 2: 1º piso, 2º piso, cobertura Alçados, 3 Alçados, 4 Cortes, 5: a-b, c-d Plantas Pormenores, alçados Pormenores, alçados [Pormenores, Cortes] [Fotografia do Terreno para a Casa do Povo da Boaventura 1] [Fotografia do Terreno para a Casa do Povo da Boaventura 2] [Anteprojeto - Alçados Poente e Sul] [Ante-projeto – Alçados Nascente e Norte] Projeto – Plantas – Andar e Coberturas [Fotografia do Terreno para o Bairro dos Pescadores 01] [Fotografia do Terreno para o Bairro dos Pescadores 18] [Fotografia do Terreno para o Bairro dos Pescadores 21] Ata da Reunião do Grupo de Projeto do Ante-Plano e Bairro dos Pescadores [Fotografia da Maquete do Bairro dos Pescadores 3]
Resultados 1 a 20 de 73 Mostrar tudo

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS RGF-02-02

Título

Arquiteto [Profissão liberal]

Data(s)

  • 1952 - 1978 (Produção)

Nível de descrição

SSC

Dimensão e suporte

A disponibilizar.

Zona do contexto

Nome do produtor

(1952 - 1978)

História administrativa

Em 1952, Rui Goes Ferreira participa num projeto para a Igreja Paroquial da Camacha, juntamente com o Arq. Carlos Lameiro. Em 1957, findo o seu estágio profissional com o Arq. Januário Godinho, Rui Goes Ferreira inicia o exercício da sua carreira de arquiteto por conta própria em regime de profissão liberal. No entanto só começa a identificar numericamente os seu projetos a partir de 1963. O início da sua carreira como arquiteto profissional em regime liberal é marcado sobretudo pelo carácter social através do seu serviço nas Habitações Económicas da Federação de Caixas de Previdência do Funchal (HE-FCP) e na Sociedade “A Nossa Casa”. As suas obras de cariz social mais emblemáticas são os dois conjuntos habitacionais, sendo um o Bairro da Ajuda e o outro o Bairro dos Pescadores .O seu atelier, situado na Travessa do Forno, n.º 5, Funchal (na altura também edifício- sede da Companhia de Carros de São Gonçalo), funcionou de 1957 a 1978, ano da sua morte. Na década de 60, só dois arquitetos possuíam atelier próprio no Funchal: Rui Goes Ferreira e Marcelo Costa. No seu atelier colaboraram outros arquitetos, com destaque para José António Paradela, João Conceição, Manuel Vicente e Marcelo Costa.

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Contém processos de obras de arquitetura e processos de obras de urbanismo, construídas e não construídas, da autoria/coautoria de Rui Goes Ferreira no exercício da sua profissão de arquiteto a título liberal no seu próprio atelier.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados