DC 0016 - Bairro do Pego Longo (SAAL)

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS BCC-02-11-03-0016

Título

Bairro do Pego Longo (SAAL)

Data(s)

  • 1975 - 2014 (Produção)

Nível de descrição

DC

Dimensão e suporte

Peças escritas: 37 caixas; papel.
Peças desenhadas: 1224.
Fotografias: c. de 121.

Zona do contexto

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Contém documentação relativa ao processo da obra do Bairro do Pego Longo, em Belas, Sintra.

  • Dados sobre a obra
    • Autor: Bartolomeu Costa Cabral
    • Estado da obra: construído
    • Localização: Pego Longo, Belas, Sintra
    • Requerente: Câmara Municipal de Sintra, moradores
    • Tipo de construção: conjunto habitacional
    • Colaboradores: Arq. Mário Crespo, Arq. Henrique Schreck, Bernardo Leitão, Isabel Crespo, António Fontes, Arq. António Costa Cabral, Eng. Almeida Torres, Eng. Celestino Manso, Eng. Victor Vieira, Eng. Victor Gonçalves
    • Data do projeto: 1976
    • Data de início da obra: 1977 (início da construção da casa-modelo 71)
    • Data de conclusão da obra: ainda em desenvolvimento.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Fundação Instituto Arquitecto José Marques da Silva.

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Nota

«A remodelação do Bairro de barracas do Pego Longo, na freguesia de Belas, concelho de Sintra, foi iniciada em 1976 no âmbito do processo SAAL e transitou, após a cessação dos serviços SAAL, para a Câmara Municipal. Foi um processo moroso, que foi sendo desenvolvido ao longo dos anos e que ainda não se encontra finalizado. A tipologia adoptada para as construções, por desejo expresso dos moradores, foi a casa unifamiliar de um ou dois pisos em lote individualizados para permitir a construção independente e faseada. Na maior parte dos casos, esta foi feita em regime de autoconstrução, embora tenha havido o apoio pontual de uma entidade religiosa na construção de algumas casas e equipamento social.»

In Bartolomeu Costa Cabral 18 Obras / ed. Paulo Providência, Pedro Baía. - Porto: Circo de Ideias, 2019 (2ª ed.).

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

PT/FIMS/BCC/0016

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados