DC 0266 - Praça 8 de Maio

[Perspetiva da Praça] Projecto: Planta Projecto: planta de localização [Fotografia da Praça 8 de Maio]

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS TAV-2-2.2-2.2.3-2.2.3.1-2.2.3.1.2-01-0266

Título

Praça 8 de Maio

Data(s)

  • 1992-1997 (Produção)

Nível de descrição

DC

Dimensão e suporte

71 peças desenhadas; 2 u.i. de peça escrita; papel.

Zona do contexto

Nome do produtor

(1946-1996)

História administrativa

Fernando Távora exerceu atividade de arquiteto, como profissional liberal, de 1946 a 1996, no seu escritório da Rua Duque de Loulé, nº 98, 3º esq., freguesia da Sé, Porto.

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

  • Dados sobre a obra
    • Autor: Fernando Távora
    • Estado da obra: realizada
    • Localização: Coimbra
    • Requerente: Câmara Municipal de Coimbra
    • Tipo de construção: reabilitação de Praça
  • Outras informações
    • Colaboradores: Pedro Pacheco e Fernando Barroso
  • Cronologia
    • Outubro de 1992: arranjo
    • Janeiro de 1993: ante projeto
    • Março de 1993: projeto de execução

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Nota

"As soluções urbanísticas apenas planeadas ou já em execução na baixa da cidade de Coimbra conduzem, naturalmente, a diferente tratamento qualitativo dos espaços públicos por elas efectuados.
Assim, a proposta de utilização pedonal da Rua de Visconde da Luz e consequente retirada do seu tráfego mecânico bem como a construção do prolongamento da Rua de Nicolau Rui Fernandes pelo interior do quarteirão até ao cruzamento com a Avenida Fernão de Magalhães e ligação ao rio, vêm provocar novas soluções de arranjo e recuperação da Praça de 8 de Maio, fronteira ao Mosteiro de Santa Cruz.
A cota da praça em frente da entrada da Igreja, que era de 1,3 metros acima da soleira, por efeito do tráfego mecânico da ligação da Rua de Visconde da Luz à Rua da Sofia, é agora recuperada para o seu valor original, reconstituindo assim a identidade do espaço inicial bem como a leitura da Igreja de Santa Cruz referenciada às ruas Direita, da Moeda, da Louça e do Corvo, que aí afluíam frontalmente à fachada do monumento. A leitura tangencial da Igreja pelo eixo Visconde da Luz Sofia é agora substituída pela leitura ortogonal daquele conjunto de ruas da estrutura medieval. Ao criar-se uma nova praça na zona do "Bota-Abaixo", estabelece-se um pólo complementar da Praça 8 de Maio gerando a sua dinâmica, assim o julgamos, uma capacidade de revitalização da área urbana, algo degradada, existente entre as duas praças."
Fernando Távora

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

  • português

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados