DC 0188 - Fórum da Maia

Projeto do Edifício dos Paços do Concelho: planta de implantação Centro Cívico da Maia: estudo geral preliminar, perspetiva axonométrica, 2 Casa da Cultura - Centro Cívico da Maia: programa base, planta piso 100-60, 2 Casa da Cultura - Centro Cívico da Maia: programa base, cortes, 5 Casa da Cultura - Centro Cívico da Maia: programa base, alçados, 6 Casa da Cultura - Centro Cívico da Maia: projeto, perfil rua padre António, O 3 Centro Cívico da Maia: projeto/Auditório, planta 0 (auditório), 2 Centro Cívico da Maia: projeto/Auditório, corte C-D, 17 Centro Cívico da Maia: projeto/Auditório-Museu, corte A-B e A´-B´, 16 Centro Cívico da Maia: projeto/Biblioteca, corte M-N, 24 [Centro Cívico da Maia: projeto/Auditório, corte] 2 [Centro Cívico da Maia: projeto/conjunto, alçado]

Zona de identificação

Código de referência

PT FIMS JCL-01-01.01-01-0188

Título

Fórum da Maia

Data(s)

  • 1978-1989 (Produção)

Nível de descrição

DC

Dimensão e suporte

Peças desenhadas: 154 peças desenhadas, papel.
Peças escritas: 1 pasta, papel.

Zona do contexto

Nome do produtor

(1925-)

História biográfica

José Carlos Loureiro nasceu em 2 de dezembro de 1925, na Covilhã. Filho de João Loureiro e de Maria da Conceição Loureiro. José Carlos Loureiro, o mais novo de dois filhos, casou com Maria José de Morais Carvalho Geraldes Coelho, em 1950, com quem teve dois filhos, José Manuel Geraldes Coelho Louceiro e Maria Teresa Geraldes Coelho Loureiro.
Ingressou na Escola de Belas Artes do Porto no ano escolar de 1941-42, concluindo a sua formação académica em 1950. Nesta data inicia a sua atividade de arquiteto como profissional liberal e docente (2º assistente) na Escola Superior de Belas Artes do Porto.
Em 1972 abandona a carreira docente para se dedicar exclusivamente ao exercício da arquitetura como profissão liberal.
Em 1976, em colaboração com o Arq. Luís Pádua Ramos, seu colaborador na altura, constitui a GALP, Lda (Gabinete de Urbanismo, Arquitectura e Engenharia, Lda).
Em 1992, retomou a docência, na qualidade de professor convidado da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.
Participou em colóquios, congressos e exposições de caráter nacional e internacional, desempenhou cargos diretivos em associações representativas da profissão e exerceu funções em cargos de vereação camarária no município do Porto. Em 2009 foi-lhe atribuída a Medalha Municipal de Mérito, Grau de Ouro.
A obra projetada do arquiteto encontra-se dispersa por um amplo território geográfico, com uma maior incidência no Porto e no Norte de Portugal, variando entre as habitações uni e plurifamiliares, de caráter cultural, hospitalar e outros equipamentos. Como referências desse extenso universo cita-se o Edifício Parnaso (Porto 1954-56), a Pousada de São Bartolomeu (Bragança, 1954-60), os Edifícios Luso-Lima (Porto, 1958-72), o Mercado Municipal de Barcelos (1968-70), o Palácio de Desportos (Porto, 1951-52), o Hotel D. Henrique (Porto, 1965-72) e os Edifícios Residenciais de Aveiro (1968-72).

História do arquivo

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Zona do conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

  • Dados sobre a obra
    • Autor: José Carlos Loureiro; com a intervenção autoral do Arq. Pádua Ramos
    • Colaboradores:
    • Estado da obra: construída
    • Localização: Porto, Maia
    • Requerente: Câmara Municipal da Maia
    • Tipo de construção: equipamento cultural
    • Data do projeto: 1983
    • Data de início da obra: [198-]
    • Data de conclusão da obra: 1991

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de organização

Zona de condições de acesso e utilização

Condições de acesso

Condiçoes de reprodução

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

Instrumentos de descrição

Zona de documentação associada

Existência e localização de originais

Existência e localização de cópias

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Zona das notas

Nota

"O Fórum da Maia projetado em 1983 desenvolve-se entre a sede da C. M. Maia, em construção àquela data e o Pólo de Serviços agora concluído. É ladeado em toda a extensão da sua fachada nascente por um passeio coberto, constituindo um eixo fulcral de ligação entre a Praça envolvente da Câmara Municipal e o grande edifício do Pólo de Serviços, com três acessos intermédios aos três núcleos constitutivos do Fórum: 2 auditórios para 700 e 100 lugares, galeria de exposições, biblioteca/arquivo municipal..."

José Carlos Loureiro

Identificador(es) alternativo(s)

Pontos de acesso

Pontos de acesso - Assuntos

Pontos de acesso - Locais

Pontos de acesso - Nomes

Pontos de acesso de género

Zona do controlo da descrição

Identificador da descrição

PT/FIMS/JCL/0188

Identificador da instituição

Regras ou convenções utilizadas

Estatuto

Nível de detalhe

Datas de criação, revisão, eliminação

Línguas e escritas

Script(s)

Fontes

Zona da incorporação

Pessoas e organizações relacionadas

Géneros relacionados

Locais relacionados